Fontes Alternativas de Energia: Tipos, vantagens e desvantagens - NHS
skip to Main Content

Fontes Alternativas de Energia: Tipos, vantagens e desvantagens

Fontes De Energia

Fontes alternativas de energia são opções energéticas abundantes, renováveis e que causam pouco impacto negativo ao meio ambiente. Essas fontes energéticas representam uma alternativa às fontes convencionais (petróleo, carvão, gás natural), que provocam inúmeros problemas ambientais, como por exemplo o agravamento do efeito estufa.

Tipos de energia alternativa

Apesar de possuírem maior disponibilidade na natureza e provocarem menos impactos ambientais negativos, as fontes alternativas de energia ainda são pouco utilizadas e um diferencial para quem utiliza.

São fontes alternativas de energia, por exemplo: energia solar, energia eólica e biocombustíveis.

Energia eólica

A energia eólica é a fonte de energia que utiliza o vento como força motriz. O vento representa um recurso natural abundante, logo, a produção energética por meio do uso da energia eólica apresenta baixo custo. A utilização do vento para geração de energia iniciou-se no século XIX.

A geração de energia eólica acontece por meio de equipamentos conhecidos como aerogeradores eólicos, capazes de converter a energia cinética dos ventos em energia elétrica. Assim, como esse processo não produz nem emite gases poluentes à atmosfera, a energia eólica é considerada limpa.

No Brasil, há cerca de 568 parques eólicos e mais de 7000 aerogeradores, concentrados na região Nordeste do país. Segundo dados de Associação Brasileira de Energia Eólica, a produção desse tipo de energia chegou a 14 gigawatts no país em 2018, alcançando a produção de energia por meio da hidroeletricidade.

Biocombustíveis / Biomassa

Biocombustíveis são provenientes da biomassa (matéria orgânica vegetal e animal). A energia é obtida pela queima de plantas, madeira, restos vegetais e animais. Esses combustíveis, por exemplo, podem ser uma alternativa ao uso de combustíveis derivados do petróleo e do gás natural.

A geração de energia elétrica por meio da biomassa pode ser feita por processos como combustão direta, fermentação, gaseificação e outros. Os biocombustíveis produzidos são, por exemplo: etanol, biodiesel e biogás.

Os principais biocombustíveis utilizados no Brasil são o etanol (produzido pelos derivados da cana-de-açúcar) e o biodiesel (produzido com base em óleos vegetais). O Brasil é um dos países que mais se destacam no uso e produção de biocombustíveis, sendo o segundo maior produtor de etanol.

Energia solar

A energia solar é uma das energias alternativas que mais vêm ganhando espaço no cenário e no mercado de energias. É considerada uma fonte de energia alternativa limpa e renovável, além de apresentar bom custo-benefício. Trata-se de um recurso abundante, principalmente nas regiões intertropicais. Países que se encontram entre os trópicos possuem enorme potencial para a produção desse tipo de energia.

A energia solar é captada por células fotovoltaicas presentes em painéis solares. Pode ser obtida de forma direta, por meio dos painéis constituídos por essas células fotovoltaicas ou coletores instalados nos telhados das residências, ou ainda de forma indireta, por meio da construção de usinas em áreas de intensa insolação, nas quais são instalados diversos coletores de energia solar.

Em 2016, cresceu cerca de 407% (especialmente em residências) o número de microgeradores de energia solar no Brasil, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O Brasil possui uma incidência solar de 4 quilowatt-hora/metro quadrado, estando à frente de países como Estados Unidos e China, contudo, possui menos capacidade de geração fotovoltaica em termos de gigawatts. O aumento do uso de energia solar deu-se principalmente pela redução do preço dos painéis.

Fontes Alternativas – Vantagens e desvantagens

As fontes alternativas de energia apresentam inúmeras vantagens em relação às fontes convencionais. Contudo, é necessário abordar também os pontos negativos do uso dessas energias consideradas “limpas”.

Veja, a seguir, quais são as principais vantagens e desvantagens delas:

Vantagens

  • São opções energéticas pouco poluentes, consideradas limpas e inesgotáveis por serem renováveis.
  • Produzem menos impactos negativos no meio ambiente, se comparadas às fontes convencionais.
  • Oferecem poucos riscos
  • Utilizar as fontes alternativas de energia reduz a dependência energética do atual modelo energético mundial, baseado no uso de combustíveis fósseis.

Desvantagens

  • A energia eólica, apesar de ser considerada limpa, depende da instalação de aerogeradores. Esses podem provocar mudanças na paisagem das áreas nas quais forem instalados e também, por exemplo, podem interferir no fluxo migratório de aves na região.
  • O uso de biocombustíveis pode aumentar os problemas relacionados ao desmatamento. A utilização da biomassa, por meio da queima de vegetais, restos orgânicos e madeira, por exemplo, requer ampliação de áreas agricultáveis e o consequente desmatamento.

Fontes de energia renováveis e não renováveis

Fontes renováveis de energia são recursos naturais disponíveis na natureza durante um longo período, com capacidade de renovarem-se em um curto espaço de tempo. Entretanto, fontes não renováveis são recursos naturais que se esgotam com o tempo, não sendo capazes de renovarem-se em um curto espaço de tempo, como os combustíveis fósseis.

Segundo informações de Mundo Educação

Quer gerar Energia Solar?

A NHS Solar é uma divisão da NHS especializada em equipamentos e sistemas de Energia Solar Fotovoltaicos. Assim, é uma marca que já nasceu com toda a experiência de mais de 30 anos da NHS. Oferecemos atendimento consultivo com agilidade, desenvolvemos kits personalizados, fabricamos e distribuímos equipamentos com a qualidade que você merece. Quer conhecer mais? Fale conosco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top