Pesquisar
Close this search box.

Blog

Home Blog NHS: empresa curitibana é solução para quedas de energia no Brasil

NHS: empresa curitibana é solução para quedas de energia no Brasil

A crise energética global é uma questão urgente que requer ação imediata, tanto por parte das empresas quanto da sociedade civil organizada. De acordo com o World Energy Outlook 2020, a demanda por energia em todo o mundo está prevista para aumentar em 9% até 2030. Esse aumento será impulsionado principalmente pelos mercados emergentes, incluindo o Brasil.

Para enfrentar essa crise energética, é essencial compreender suas causas e implicações. Devemos escolher se queremos ser parte da solução ou do problema. Em 2010, a eletricidade era acessível para 84% da população mundial, aumentando para 91% em 2021. No Brasil, o acesso à energia é praticamente universal, atingindo 99% da população. Apesar desses avanços, ainda há muito a ser feito, especialmente em regiões menos desenvolvidas.

A queda no fornecimento de energia elétrica, principalmente após eventos meteorológicos, tem sido frequente no cotidiano dos brasileiros, afetando as mais variadas rotinas, tanto pessoais como empresariais. Dentro desse cenário, o interesse da população por nobreaks vem ganhando força. A curitibana NHS Sistemas de Energia é pioneira no fornecimento de soluções energéticas desde 1988 e oferece equipamentos tanto para residências, edifícios, comércios como restaurantes e farmácias, além de indústrias, hospitais e até produtores rurais.

“Estamos passando por um momento em que o brasileiro está repensando a gestão da sua energia. E é apenas em uma crise que ele percebe a dependência que temos dela para trabalhar, para o lazer e, muitas vezes, para sobreviver. Oferecemos uma linha completa de nobreaks e sistemas de energia solar que garantem uma fonte de energia confiável, contribuindo para a eficiência operacional e a sustentabilidade ambiental, proporcionando inovação, segurança e tranquilidade para nossos clientes”, afirma Fabio Moro, Diretor Comercial e de Marketing da NHS.

A empresa tem uma variedade de nobreaks com diferentes capacidades de carga e recursos para atender às necessidades de diferentes ambientes, desde residenciais até corporativos. Os nobreaks NHS são projetados para fornecer proteção contra falhas de energia, garantir o fornecimento contínuo de energia e proteger equipamentos contra danos causados por picos de energia, surtos e quedas de tensão.

“Os problemas da falta de energia são os mais variados, desde caos no trânsito, falha na abertura de portões de garagem, câmeras de segurança que deixam de funcionar, elevadores parados, faltar uma reunião online importante, não conseguir realizar uma compra no comércio, perder o estoque armazenado em geladeiras e freezers, entre outros”, enumera Moro.

A empresa, que começou com nobreaks, hoje também oferece soluções de energia solar, com produtos que ajudam a captar e armazenar energia solar para uso doméstico ou comercial. Esses sistemas de energia solar podem ajudar a reduzir a dependência da rede elétrica convencional e contribuir para a sustentabilidade ambiental. “O que muita gente não sabe é que instalação de sistemas solares convencionais não adiantam no caso de uma queda da rede elétrica. Para solucionar esse problema, oferecemos a linha Quad da NHS – inversor híbrido 100% desenvolvido e fabricado no Brasil que garante que o cliente continue usando a energia guardada mesmo quando não há fornecimento da rede elétrica local. Importante dizer ainda que o Quad Híbrido utiliza a energia solar para suprir as necessidades de energia elétrica do local e o excedente é armazenado em banco de baterias ou volta para a rede de distribuição para gerar créditos”, explica.
“É preciso que a população tenha conhecimento da energia usada na sua casa ou no seu estabelecimento para que tome a decisão correta, tanto para prevenir a falta de energia como para ter autonomia de utilizar a reserva energética em momentos críticos. É crucial que tanto governos quanto organizações privadas e sociedade civil trabalhem juntos para garantir que o acesso à energia seja uma realidade para todos. Afinal, a energia é um direito básico que impulsiona o desenvolvimento econômico e social. Juntos, podemos criar um futuro mais sustentável e equitativo para todos.”, finaliza Moro.

Outras notícias relacionadas