Blog

Home Blog Como diminuir prejuízos por quedas de energia em seu negócio 

Como diminuir prejuízos por quedas de energia em seu negócio 

Provavelmente você já ouviu alguma vez o termo “Tempo é dinheiro”. De fato, a produtividade de uma empresa é um dos fatores capazes de elevar a rentabilidade. Mas dentro do quesito tempo, também existem outros fatores, como a energia. Em tempos de tecnologias e alta conectividade, ficar sem luz é ficar sem produzir. 

Independentemente do segmento, a energia é essencial para as operações e alguns minutos sem ela já são capazes de trazer grandes prejuízos. Segundo a Aneel, em 2022, o Brasil ficou 10,93 horas sem energia, em média. O indicador, denominado DEC, é a Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora – tempo que, em média, no período de observação, cada unidade consumidora ficou sem energia elétrica. 

Outro indicador importante é o FEC – Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora – Número de interrupções ocorridas, em média, no período de observação. Em 2022, o FEC no país foi, em média, de 5,37. 

Porém, vale destacar que essas são as médias do país e que a realidade de cada estado é diferente uma da outra. A Distribuidora Equatorial MA, por exemplo, teve um DEC de 24,65 e um FEC de 8,57 em 2022, muito acima da média do Brasil. 

E com tantas interrupções, as empresas precisam encarar a energia como um índice importante para os resultados e se precaver dessas situações. Uma solução é o nobreak da NHS, que garante um tempo extra de funcionamento aos equipamentos conectados a ele por meio de sua bateria.  

Esse tempo extra de energia entregue pelos nobreaks varia conforme o modelo, mas já é uma garantia de que o profissional terá tempo para salvar o trabalho, desligar os aparelhos adequadamente e não se desconectar da reunião de maneira abrupta, sem conseguir avisar sobre o imprevisto para os demais participantes. 

Os comércios também acumulam prejuízos com a falta de energia. Seja com o descontentamento dos clientes com as filas que se formam, com consumidores que abandonam as suas compras porque não querem ou não podem esperar, com os pagamentos que não podem ser efetuados pela falta de internet nas maquininhas de cartão ou com os sistemas que ficam fora do ar. 

Outro setor que sofre com as quedas de energia é o industrial, que fica com suas linhas de produção inoperantes. 

Além desse tempo a mais proporcionado pelas baterias, os nobreaks regulam a tensão e evitam danos nos aparelhos em função de oscilações e sobrecargas de energia elétrica. 

Portanto, mais do que os prejuízos pelos negócios que não são concretizados e pela queda na produtividade, as interrupções na energia prejudicam os equipamentos, que têm sua vida útil reduzida e podem sofrer, até mesmo, danos permanentes. 

A NHS possui uma vasta linha de nobreaks, desenvolvidos para variados segmentos e aplicabilidades. A empresa possui um time de engenheiros próprios e especializados que oferecem suporte no dimensionamento dos projetos e auxiliam na escolha dos modelos ideias. 

Acesse nosso site e conheça! 

Outras notícias relacionadas

NHS 2024