Blog

Home Blog A história da NHS: atendendo com excelência e inovação desde 1988

A história da NHS: atendendo com excelência e inovação desde 1988

A NHS teve sua origem em uma situação inesperada, quando a Autoescola Silva teve problemas para agendar aulas devido à falta de energia. O caso foi visto como uma oportunidade, então, em 1986, surgia a ideia de desenvolver nobreaks de qualidade e com custo mais acessível.

Inicialmente, a produção dos nobreaks era feita em uma pequena sala onde eram fabricadas poucas unidades. Porém, a ambição era maior. Em 1988, a NHS foi oficialmente fundada pelo engenheiro elétrico Naldir Cardoso e outros dois sócios. Um deles faleceu em 1991 e o outro vendeu sua parte em 1993. Cardoso já possuía uma vasta experiência na área de telecomunicações e eletrônica.

Os primeiros anos foram marcados por desafios, como a procura por clientes e a ampliação da linha de produtos e fornecedores.

Naquela época, o mercado de nobreaks era relativamente novo no Brasil, o que demandava um esforço adicional para se consolidar. Além disso, o acesso a capital era escasso e, por isso, o lucro era reinvestido no crescimento da empresa. O diferencial da NHS estava no atendimento ao cliente, que era feito de forma experiente e personalizada.

A qualidade dos nobreaks chamou a atenção de outros mercados, como o Paraguai, onde a rede elétrica era frágil e a demanda por esses equipamentos era alta. Assim, a NHS expandiu suas vendas, alcançando Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

As primeiras expansões da empresa foram impulsionadas por indicações de clientes satisfeitos com a qualidade dos produtos. Iniciando com uma pequena sala de 30m² e apenas quatro funcionários, a NHS cresceu continuamente. A necessidade de espaço se tornou evidente, levando a empresa a se mudar para uma sala de 100m², onde permaneceu por 2 anos.

Com o crescimento do negócio, a NHS mudou novamente, agora para um espaço de 200m², localizado em um sobrado. Em pouco tempo, foi necessário ocupar o segundo andar do empreendimento, com mais 200m². Com cerca de 30 colaboradores, a empresa continuou a expandir suas operações até 2000. Essa década foi crucial para a indústria da informática no Brasil e, consequentemente, para a NHS, que se beneficiou desse avanço.

A partir de 1995, a empresa começou a realizar suas próprias importações diretas, o que permitiu um acesso mais fácil aos componentes eletrônicos. Anteriormente, todas as transações eram feitas à vista, devido à falta de crédito no mercado internacional. Porém, com a abertura gradual do Brasil para o comércio global, obteve-se acesso a componentes atualizados com tecnologia de padrão mundial.

Um fato marcante é que muitas das pessoas que iniciaram suas carreiras na NHS permanecem na empresa até hoje, tendo contribuído significativamente para sua construção. Um exemplo é Clairton Joacir Cardoso, que entrou na empresa em 1989 aos 17 anos de idade e, hoje, é sócio e CEO.

Durante os primeiros 10 anos, a NHS enfrentou dificuldades devido à falta de capital, o que limitava algumas possibilidades de investimento. No entanto, a empresa sempre manteve uma postura ética e correta, honrando suas dívidas mesmo em momentos desafiadores, como o

Plano Collor, quando o dinheiro em circulação foi confiscado. Essas atitudes, aliadas à busca constante por qualidade e compromisso com o cliente, permitiram o crescimento da NHS.

Atualmente, a empresa conta com 270 colaboradores, uma área construída de 9 mil m² e cerca de 5.000 clientes ativos. “Nosso foco está em atender os clientes com excelência, entregando produtos de qualidade e cuidando dos nossos colaboradores”, conta Cardoso.

Para o futuro, a NHS tem como objetivo caminhar junto com o mercado e investir em energia renovável. A empresa desenvolveu uma nova linha de inversores, com função de nobreak, e tem no Quad uma de suas principais apostas. No entanto, enfrenta o desafio de quebrar o paradigma de que a energia solar é autônoma, conscientizando as pessoas sobre a importância de um sistema de energia confiável e com armazenamento de energia solar.

A NHS sempre se mantém atualizada em relação às tendências do mercado interno e externo, buscando desenvolver seus negócios com base nas mudanças e cenários futuros. Além disso, a empresa mantém um compromisso com a sustentabilidade e permanece fiel aos seus princípios desde o início.

Em 2017, a NHS deu mais um passo ao ingressar no segmento de energia solar, ampliando ainda mais o seu campo de atuação. Com sua história de sucesso e compromisso com a qualidade, a NHS continua a se destacar como uma referência no mercado de nobreaks e energias renováveis.

Outras notícias relacionadas

NHS 2024